Imagem capa - Saúde emocional em meio à pandemia de Covid-19 por Camila D'Orazio
Psicoterapia

Saúde emocional em meio à pandemia de Covid-19


Muitas pessoas estão bastante angustiadas, tendo crises de ansiedade, quadros depressivos, etc. O que é perfeitamente compreensível dadas as circunstâncias não é mesmo?!

O objetivo desse post é falar um pouco sobre esses impactos emocionais, para que você saiba o que é esperado, se permitir sentir o que está sentindo e, se for o caso, procurar ajuda. 



Dentre os sintomas mais frequentes, podemos citar:

  • - Irritabilidade, 
  • - Instabilidade emocional, 
  • - Alterações de memória e atenção, 
  • - Ansiedade, 
  • - Tristeza, 
  • - Esgotamento, 
  • - Diminuição da vontade de realizar tarefas e rotinas prazerosas,
  • - Alteração no sono,
  • - Perda de noção do tempo (Os dias parecem iguais e você não sabe se fez tal coisa ontem, anteontem ou na semana passada),
  • - Alterações no apetite,
  • - Estado de alerta e hipervigilância constante,
  • - Dificuldade em estabelecer ou lidar com uma nova rotina.
  • - Etc.

Além disso muitas pessoas terão que lidar com o luto pela perda de entes queridos. Outras com uma estigmatização: quem já pegou a Covid-19 ou trabalha na área da saúde e em atividades essenciais pode sofrer hostilidade ou ser evitado por familiares ou pessoas da comunidade, o que é bastante delicado.


Ao nos depararmos com essa pandemia somos diretamente confrontados e questionados sobre aquilo que a gente achava que tinha controle. E mais do que isso, temos que lidar com o "não saber" muitas, muitas coisas que essa situação toda está nos colocando. Temos que lidar com um inimigo invisível e que em muitos momentos, por ser invisível, pode parecer que não é tão perigoso assim ou até mesmo, que não é real. E isso pode nos levar a questionas as medidas protetivas adotadas.


Não sabemos quando isso vai acabar, não temos vacina, remédios e nem garantia de que os cientistas conseguirão isso, não sabemos quando vamos poder voltar a sair de casa, como vai ser quando isso acontecer, sabemos que a vida não vai ser como antes, mas como vai ser? O que vai mudar? O que será temporário e quanto tempo vai levar? O que será permanente? Além do risco real de ser infectado e todas as implicações disso, conviver com tantas perguntas sem respostas pode ter grandes impactos emocionais. 


Mas o fato é que a vida sempre foi incerta, o mundo passou por milhares de transformações e a gente nunca teve todo o controle que acreditávamos ter. Nós só acreditávamos e nos esforçávamos para tentar controlar o que a gente achava que dava. Mas é fato que nós, seres humanos, somos acostumados com a sensação de controle. Sim, é só uma sensação. 



Todos nós estamos sendo impactados emocionalmente e esses danos podem ser temporários ou permanentes, existem inúmeros sintomas que cada um pode ou não desenvolver de acordo com as suas características e vivências pessoais.


Viktor Frankl, um psicólogo que admiro muito e criador da Logoterapia, tem uma frase que conversa muito com o momento atual: "Quando a circunstância é boa, devemos desfrutá-la; quando não é favorável devemos transformá-la e quando não pode ser transformada, devemos transformar a nós mesmos".


Esse é um momento em que precisamos encontrar ferramentas para gerenciar nossos sentimentos e emoções da maneira mais saudável possível, para transformar o que estiver ao nosso alcance e enfrentar o que não tivermos controle.


O principal é observar o que está diferente, o que tem te trazido um sofrimento maior ou excessivo. Além de entender quando os sintomas acontecem, quando e como melhoram ou pioram. Assim você pode começar a desenvolver um auto gerenciamento dessas emoções e seguir enfrentando os desafios do dia a dia e os novos desafios impostos pela nossa nova realidade.

Se você é profissional da área da saúde ou não pode parar de sair para trabalhar, muito cuidado pois esses sintomas podem ser ainda mais intensos. Não deixe de procurar suporte emocional nesse momento! 


É possível conseguir esse apoio nas mais diversas circunstâncias. Não deixe de buscar ajuda!


Se você tiver alguma dúvida em relação a como e onde procurar esse suporte, entre em contato! Estou a disposição para sanar todas as suas dúvidas!